Como pouco e engordo, o que fazer?

0

É mais comum do que se imagina ouvir a frase “como pouco e engordo”. Muitas pessoas juram que comem pouco e mesmo assim engordam, então, o que se deve fazer em casos como este? Num caso complicado como comer pouco e engordar, poderia ser necessário “reeducar” o seu corpo a metabolizar os alimentos em modo mais eficaz: este cardápio especial pode ajudá-lo.

Como pouco e engordo mesmo assim, o que faço?

Existem pessoas que “fisiologicamente” sofrem de retardo metabólico e que, sobretudo durante o inverno, tendem a acumular sobrepeso de maneira mais evidente do que a habitual. São as pessoas que – pode ser o seu caso – comem pouco, mas engordam.

Tais pessoas, frequentemente aflitas em virtude de celulite e inchaços, em geral têm uma tireoide um pouco preguiçosa por natureza, tendem a reter líquidos na parte baixa do corpo e têm um intestino preguiçoso: são principalmente elas que devem aproveitar os fermentos estimulantes da primavera já próxima para presentear a glândula-chave do metabolismo com um impulso de vitalidade. Para esta tipologia, sugerimos um “percurso alimentar” que logo em sete dias apresentará os primeiros resultados visíveis. Vejamos a seguir o que fazer em uma semana.

Como pouco e engordo

Ao despertar

No desjejum, beba um copo de água com uma cápsula de coenzima Q10, também conhecida como ubiquinona, encontrável em farmácias: é uma substância natural capaz de queimar naturalmente os acúmulos de gordura e de modular o metabolismo, além de ter uma ótima ação anticolesterol e antifome. Depois você deve prosseguir o tratamento com a coenzima Q10 por um mês inteiro: ela também possui uma ação revigorante e antienvelhecimento e fará você sentir-se mais tonificado e carregado de energia.

No café da manhã cheio de antioxidantes

Se o metabolismo estiver muito lento, é necessário dar-lhe um bela “choque”, sobretudo pela manhã. Eis como organizar o café da manhã.  Se você come pouco, mas, ainda assim, engorda, isso vai certamente lhe interessar.

Uma xícara de chá vermelho, 3 fatias de pão ázimo (por não conter fermento e ser mais leve, apenas feito com água, azeite e um cereal) com um fiozinho de mel cítrico, um iogurte natural semidesnatado com pedaços de kiwi e 3 amêndoas. Note que, apesar de parecer que você está ingerindo uma quantidade razoável de alimentos (não é rigorosamente comer pouco), mas a quantidade de fibras logo pela manhã já auxilia no metabolismo preguiçoso. Não será na primeira refeição da manhã que você emagrecerá, prossiga com atenção a você, pois é dos cuidados com sua saúde que se trata esse procedimento.

A alternativa à sugestão acima é uma xícara de cevada com um pouco de espuma de leite de amêndoas (os italianos chamam a essa mistura “caffè macchiato” – pronúncia “café maquiato” –, algo, em tradução livre, como “café manchado”, que é famoso em Itália – de fato, não há um italiano que não saiba o que é um “caffé macchiato”).  Aqui, o original é que o café não é proveniente do fruto do cafeeiro, mas da cevada, e o leite não é o da vaca, mas o de amêndoas – certamente, são duas inovações, mas, para quem quer emagrecer comendo pouco, o início é perder da memória o tradicional café e as gordurinhas do leite tradicional.

Além do café de cevada “macchiato” com leite de amêndoas, o iogurte natural semidesnatado, um suco de laranja e uma fatia de bolo feito unicamente de farinha de castanhas. Este bolo é preparado sem farinha de trigo e sem açúcar, apenas pela mistura de 200 g de farinha de castanhas com dois ovos, um copo de leite vegetal (de soja) e uma colher (de sopa) de mel. É talvez difícil emagrecer, mas lembre-se: o cuidado é com você.

Para o lanche, escolha as boas gorduras!

Na metade do dia, não se deixe tentar por docinhos, chocolate ou salgadinhos, mas opte por uma merenda natural, que o sacie e reative num nível tireoideo. Um exemplo de lanche é: 100 gramas de uva branca ou negra e 3 amêndoas; um iogurte natural e uma colher (de sopa) de sementes de abóbora e linho, melhor se não torradas, que são ricas em ômega 3. Como alternativa, acrescente ao iogurte uma colher de sopa de cereais integrais, que são naturalmente ricos em iodo.

No almoço, assuma o iodo!

Experimente os cardápios que saciam sem pesar na digestão. Lembre-se: comer pouco e não engordar é a primeira receita. As sugestões, à italiana, seriam: risoto com chicória, um único cozido ou frito com uma salada de erva-doce (ou rabanete) com azeite, limão e uma pitada de pó de algas. Macarrão de espelta ao molho de cogumelos, alho-poró, salsinha, 100 gramas de ricota de cabra (ou tofu em pedaços) com uma salada de rúcula, valeriana e tomates cereja. Para quem está estranhando a valeriana como comestível, vale dizer que ela não é a planta do chá, que tem o mesmo nome, mas a popular no Brasil alface-da-terra. Também para comer pouco e não engordar, é preciso não fazer confusões.

O integrador do meio-dia

Recomendamos a você a cúrcuma: promove a purificação do fígado, remove o excesso de colesterol, reduz a absorção de gordura e estimula o organismo a queimar mais calorias. É também útil no caso de ventre inchado devido ao excesso de alimentos levedados. Compre-a em cápsulas e tome uma ou duas delas por dia, com água, pouco antes do almoço ou até durante essa refeição. Escolha a cúrcuma rotulada com curcumina a 95%: é mais eficaz.

No lanche beba sucos estimulantes

Aqui estão duas opções para fácil aplicação, com gengibre, uma raiz estimulante, reaquecedora e eficaz para reiniciar o metabolismo. Lembre-se de que, se come pouco e engorda, seu metabolismo certamente é preguiçoso, ele precisa de reaquecimento contínuo.

A primeira opção é um copo de maçã gelada e cenoura com uma raspagem de gengibre fresco. A segunda opção é para quem está no escritório: um copo de suco de maçã com gengibre em pó.

No jantar, enrijeça-se com as proteínas verdes!

A última refeição do dia ajuda a revitalizar tireoide e músculos. Creme de alcachofras, batatas e pesto, 200 g de bacalhau com couve-flor no vapor temperada com azeite, vinagre de maçã e sementes de cominho. Feijão passado e ervilhas com uma pitada de caril (“curry”), 150 g de peito de peru grelhado e 200 g de espinafre cozido e depois refogado.

Como pode ver, não se deve saltar nenhuma refeição, porque a ideia é comer naturalmente, sem necessidade de dieta drástica, q eu é prejudicial à saúde. Deve-se comer naturalmente bem, não necessariamente comer pouco e reduzir refeições. A questão é a qualidade. E, para quem come pouco e engorda, ou seja, para quem não está com o metabolismo adaptado à digestão eficiente, as dicas acima certamente auxiliarão a comer melhor e conseguir eliminar as gorduras indesejadas.

 Pratique esportes

O esporte ajuda de 3 maneiras diferentes: 

  • Queimando calorias
  • Acelerando seu metabolismo
  • Criando músculos, que naturalmente vão ajudar a emagrecer

Por isso que, quando alguém me faz a seguinte pergunta: como pouco e engordo, o que faço? Eu costumo responder: exercite-se!

Suplementos que podem ajudar

Existem diversos suplementos que podem ajudar a emagrecer, principalmente para quem tem metabolismo lento e que mesmo comendo pouco engorda. O principal tipo, neste caso, são os termogênicos. Eles aceleram seu metabolismo e ajudam a queimar mais calorias diariamente e naturalmente. Além disso, também tiram aquela sua preguiça e quem sabe pode ser a forcinha que precise para começar na academia.

Se quiser comprar termogênicos online, recomendo a loja da Natue. Dê uma olhada nos produtos CLICANDO AQUI.

 

Claudionor Aparecido Ritondale

Deixe uma resposta