Dieta do esporte

0

Cereais, verduras, legumes e frutas: vias do caminho para tonificar os músculos. Se você faz esporte, deve escolher bem o que vai à sua mesa, pois você melhorará o seu desempenho esportivo e eliminará o excesso de gordura com os alimentos corretos.  E nada melhor do que músculos mais fortes e você na linha!

O organismo, para viver, também obviamente para o esporte, queima continuamente uma mistura de açúcar, gordura e proteína em quantidades variadas, dependendo das atividades realizadas. Durante a atividade esportiva, o corpo “escolhe” qual desses nutrientes utilizar como primeira fonte de energia com base na duração do exercício físico, em sua intensidade, na condição física do indivíduo e no nível inicial de açúcar armazenado nos músculos como glicogênio.

Dieta e esporte

Normalmente, é precisamente o açúcar a ser consumido antes dos outros nutrientes,  durante o exercício. Para isso, a dieta de quem tem uma atividade esportiva deve incluir cerca de 55% de hidratos de carbono (açúcares), fornecidos principalmente por grãos integrais, frutas e verduras, mas também por legumes, conhecidos especialmente por suas proteínas, mas também ricos em açúcares . Esse percentual pode ser de até 65%, se o esporte for em um nível competitivo.

Os hidratos de carbono, cereais, legumes, verduras e o esporte

Para quem pratica esporte, os açúcares são fonte de energia, nutrientes para os músculos e fatores de perda de peso – sim, é isso mesmo.

Os cereais devem ser consumidos os grãos integrais. Os integrais devem ser os escolhidos, de preferência os que são oferecidos em grãos, como arroz, cevada e aveia. Pão e massas são adequados na refeição do meio-dia. Eles possuem carboidratos complexos, alémd e fibras, zinco e vitaminas do completo B.

Um única porção também fornece para aqueles que fazem esporte cerca de 2 a 3 gramas de proteína.

Concentre-se na cor dos legumes

Na dieta do esporte, inclua legumes, opte por aqueles de cor intensa: vermelho, laranja ou amarelo, além das folhas verdes. Desta forma, incrementa-se o estoque orgânico de vitamina C, betacaroteno e outros antioxidantes que protegem o corpo contra o estresse oxidativo que se segue ao esporte. Os vegetais também fornecem ferro, cálcio, fibras  e 2 gramas de proteína por porção.

As proteínas verdes

Entre os legumes, existem à disposição ervilhas, feijão preto, feijão, grão de bico, lentilhas, bem como leito de soja, tofu e as proteínas vegetais à base de soja (bife de soja, ensopado de soja). Esses alimentos não são apenas ricos em proteínas (cerca de 7-10 gramas por porção), mas oferecem os carboidratos complexos ideais para aqueles que fazem esportes, além de fibras, ferro, cálcio e vitaminas do complexo B.

Lanche de frutas: o alimento ideal para quem faz esporte

Para aqueles que fazem esportes são adequados todos os tipos de frutas e sucos mas também naturais. Eles são uma fonte insubstituível de vitamina C e outros antioxidantes incontáveis capazes de proteger o corpo contra o estresse oxidativo devido ao esporte. Além disso, a fruta fornece fibras, potássio e proteínas, que variam de acordo com a fruta escolhida.

 

Claudionor Aparecido Ritondale

Deixe uma resposta