Omelete engorda? Receita de omelete simples light

0

Se você cozinhar com muita fibra e proteína e se você as combinar direito, a omelete pode vir a ser uma iguaria que alimenta sem o problema fazer você ganhar peso. Omelete engorda apenas se você quiser que ele engorde, ele pode ser light e saudável dependendo dos ingredientes que usar, pois o ovo em si é saudável se não consumido com exagero.

A base para preparar uma omelete que não pesa é simples: uma base fixa de ovos batidos, leite e queijo, além de uma variedade virtualmente infinita de ingredientes. A omelete pode, sim, ser um caminho para uma refeição saudável e rápida. Na versão com legumes, pode até ser um prato apreciado por ovo-lacto-vegetariano (quer dizer, aqueles que admitem consumir ovos e produtos lácteos). E, se adicionarmos presunto ou bacon, enriquecendo-a com proteínas, lipídeos e colesterol, temos que tomar todo o cuidado na fritura, para que a omelete não se transforme em um risco real para a boa forma. Em qualquer caso, um papel importante também é desempenhado pelo que acompanha a omelete, pois legumes cozidos, saladas ou mesmo carpaccio de peixe em abundância podem forrar o estômago mais rapidamente e reduzir as porções “gordas” da omelete.

Omelete Engorda Light

Omelete engorda? Não com legumes e queijo

Essa é realmente uma maneira saudável de preparar uma omelete, pois, graças à grande presença de vegetais, é de encher a vista e satisfazer o estômago. As fibras dos vegetais também facilitam o trato intestinal, têm efeito desintoxicante rápido e realmente “enchem a barriga”. Aos legumes pode-se acrescentar a omelete crua, ou apenas cozinhá-la rapidamente, o que a livra de gorduras da fritura, mas o calor em excesso neutraliza o conteúdo de vitaminas dos ovos.

O cozimento é melhor que a fritura porque dispensa a gordura do óleo ou manteiga. Caso prefira o cozimento, utilize um pouco de leite no lugar de óleo. O omelete engorda se você exagerar no queijo gordo e na fritura.

Receita de omelete light

Para uma omelete que não pese, temos os seguintes ingredientes da receitinha leve:

– 4 ovos;

– 4 colheres de sopa rasa de queijo light, cottage, ricota ou pecorino;

– Uma colher de sopa de farinha de milho;

– 100 g de leite com baixo teor de gordura;

– 500 g de vegetais (uma mistura de pimentas, abobrinha, cenoura, ervilhas, feijão verde, alho-poró);

– Pimenta-do-reino ou qualquer outra a gosto;

– Uma colher de sopa de ervas picadas (alecrim, sálvia, manjericão, tomilho).

O modo de preparar é o seguinte:

Em uma tigela, bata os ovos com o queijo ralado e a colher de sopa de farinha de milho, tendo o cuidado de que não se formem nódulos; acrescente o leite e torne a misturar; em seguida, adicione à mistura os vegetais previamente descascados e escorridos e tempere com a pimenta-do-reino e as ervas. Cozinhe a omelete no forno, em uma assadeira.

 

O truque do sabor: os ingredientes leves e aromáticos

Com o pecorino, queijo decididamente saboroso, em vez do queijo comum ralado, é evitada a adição de sal, o que previne obstruções da circulação e retenção de água. Ao contrário das outras receitas, as colheres de queijo, aqui, são rasas (não cheias), e as calorias caem pela metade. A presença de ervas aromáticas, finalmente, dá sabor ao prato e faz o papel dos óleos essenciais da ação digestiva.

O truque que sacia e não pesa

Já aprendemos que omelete engorda só se não fizer direito. Mas o que acha de fazer a sua omelete ainda mais vistosa, volumosa e saborosa? Adicione à mistura uma colher de chá de bicarbonato: graças à sua ação de fermentação, a sua omelete se tornará mais volumosa. E, se utilizar um carpaccio de atum ou salmão (200 g), temperado com suco de limão e dill, obterá um prato rico em ômega 3 anticelulite e ingredientes que aliviam o inchaço do estômago.

Um prato original, leve, saboroso, rápido e fácil de preparar. A sua linha da cintura agradece!

 

Claudionor Aparecido Ritondale

Deixe uma resposta